Faça login na sua conta!

Ainda não tem uma conta? Cadastre-se agora mesmo!

Mega Colunistas

Colunistas

5 Dicas para fugir dos golpes da Black Friday!

Publicado em 08/11/2021 - 18:32 Por Adriano Santanna
destaque
Créditos da imagem: INTERNET
A esperada Black Friday está chegando! Para garantir boas compras no dia 26 de novembro, é importante atenção aos golpes da época. Falsas promoções utilizando links suspeitos no WhatsApp e via SMS, clonagem de sites de grandes varejistas e a famosa prática de pagar “metade do dobro” são as fraudes mais comuns.

Confira 5 dicas para evitar transtornos!

1. Phishing no WhatsApp:

CUIDADO com os links enviados para o seu WhatsApp com supostos descontos imperdíveis ou promoções em que o comprador pode levar um produto de graça. Links podem encaminhar o usuário para sites que roubam dados pessoais ou de cartão de crédito. Atenção, também, em mensagens enviadas por conhecidos, que podem estar com suas contas de WhatsApp clonadas por bandidos. Certifique-se antes de clicar! Você pode ligar para o remetente e verificar se aquela oferta é verdadeira ou não.

2. Smishing (phishing via SMS)

Na Black Friday, os golpes de smishing podem conter falsas ofertas e promoções, disparadas como spam para atrair vítimas que estejam dispostas a fazer compras no período da campanha. Em geral, esse tipo de mensagem anuncia que o usuário foi contemplado com algum benefício extraordinário ou que pode receber algum produto grátis, mesmo sem ter feito cadastro em plataformas externas.

A recomendação é que o usuário não clique em links suspeitos recebidos por SMS e não responda à conversa, nem mesmo usando termos como “sair” ou “parar”, já que isso pode indicar aos bandidos que o número de telefone está ativo e pode ser utilizado para outros tipos de golpes. A orientação é ignorar a mensagem.

3. Preço pela "metade do dobro"

Um dos golpes mais comuns da campanha acontece quando uma loja oferece 50% de desconto em um produto após dobrar o preço da mercadoria anteriormente, fazendo com que o cliente pague pela “metade do dobro”. Em outras palavras, o consumidor está pagando pelo valor normal, sem abatimentos. Para evitar ser enganado, o consumidor deve conferir previamente o histórico de preço daquele produto nas últimas semanas ou nos últimos meses, para analisar se o item realmente está em promoção.

4. Site falso

Golpistas criam páginas que imitam lojas online de grandes varejistas para enganar usuários e roubar dados de cartão de crédito. Os criminosos copiam todo o layout da página oficial, ofertas e banners relacionados à Black Friday, além de replicar as funcionalidades do site, criando um clone da página verdadeira. O objetivo é iludir o usuário e fazê-lo acreditar que está acessando um site legítimo, para que ele forneça seus dados de cartão ao fazer uma compra. Para se prevenir, é preciso conferir a URL do site para checar possíveis letras trocadas no endereço, além de verificar a presença do ícone de cadeado na barra de endereço, o que garante que a página é segura.

5. Preços diferentes no carrinho

Durante as compras online, os preços de alguns produtos podem sofrer alterações após serem colocados no carrinho de compras da loja, deixando os consumidores confusos. Muitas vezes, a mudança de preço ocorre em promoções anunciadas com “contagem regressiva”, ou seja, quando um desconto tem um prazo máximo para ser aproveitado. Após esse período determinado pela loja, o usuário acaba pagando pelo preço original do produto, sem o desconto. Por isso, vale conferir o preço de cada item do carrinho antes de finalizar o pagamento.

Fique atendo, use a tecnologia a seu favor e boas compras!