Faça login na sua conta!

Ainda não tem uma conta? Cadastre-se agora mesmo!

Mega Colunistas

Colunistas

Em debate com prefeitos, Anastasia reafirma compromisso com municípios mineiros

Publicado em 29/04/2021 - 16:52 Por Antonio Anastasia - Artigo editado em 13/05/2021 - 07:21
destaque
Créditos da imagem: Gerdan Wesley

O senador mineiro Antonio Anastasia participou de encontro virtual produzido pela Associação Mineira de Municípios (AMM), que contou com a presença de cerca de 300 prefeitos do interior do estado. O encontro teve por objetivo ouvir as demandas mais urgentes dos municípios no combate e enfrentamento da pandemia. As principais reivindicações foram no sentido de realizar ações unificadas no combate à pandemia e da aceleração da vacinação e do fornecimento dos kits de intubação. 

Para Anastasia, a situação é difícil, com serviços públicos municipais sobrecarregados. As cidades já estavam em situação financeira complicada, que se agravou com a pandemia.  

 “Os prefeitos estão numa situação singular, porque eles foram pegos na pandemia numa situação de muita fragilidade. Lamentavelmente em Minas Gerais nós tivemos um caso único, já que o governo estadual não repassou recursos constitucionalmente devidos aos municípios. Isso gerou não só um débito grande, mas gerou uma anarquia nas contas municipais. Além da questão do ICMS, também não foram repassados recursos comprometidos e contratados na área da saúde”. 

Os municípios mineiros e até mesmo o Estado de Minas Gerais já passavam por situação financeira delicada, e com a chegada da pandemia essa situação se agravou ainda mais, o que dificulta o combate ao vírus. Porém, para Anastasia, a falta de insumos se deve ao fato da falta de repasses, que são de obrigação da União e do Estado, e como os municípios não estão recebendo, a responsabilidade está caindo no colo dos prefeitos.  

“Falta oxigênio, falta de kit de intubação, falta vaga na UTI ou falta vaga na enfermaria, ninguém vai bater na porta do governador, do presidente, ou mesmo do senador e do deputado. Vai na porta do prefeito, que é o mais próximo”, apontou.  

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde do Estado, mais de 90% dos municípios mineiros registraram mortes por coronavírus na pandemia.  No momento mais crítico da pandemia, a falta de recursos, de equipamentos e de insumos é um adversário a mais. 

Anastasia, juntamente com a bancada mineira no Senado Federal, promete o esforço e o auxílio aos municípios mineiros, para que suas reivindicações sejam ouvidas. Além disso, ele recomenda aos prefeitos a calma, fundamental nesse momento de crise.  

“Vamos trabalhar juntos para que, de fato, consigamos que essa pauta municipalista avance positivamente. Não é fácil. Sugiro e recomendo sempre: calma, serenidade e muita paciência. De volta à normalidade, teremos uma situação melhor para os municípios mineiros, tenho certeza”, concluiu.  

Todas as reivindicações da Associação dos Municípios estão sendo formalizadas em documento e  serão levadas ao Governo Federal pelos três senadores mineiros para  busca de uma solução rápida.  

;

;