Faça login na sua conta!

Ainda não tem uma conta? Cadastre-se agora mesmo!

Mega Colunistas

Colunistas

Cuidados podem evitar crimes no campo

Publicado em 24/05/2021 - 13:06 Por Marco Antonio Rodrigues de Oliveira
destaque
Créditos da imagem: Foto de cottonbro no Pexels

O Agronegócio é um grande motor da economia brasileira. Em 2020 foi responsável por 26,6% do PIB do país de acordo com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Entretanto, ainda segundo a CNA, o setor vem sendo alvo de ações criminosas. Segundo estudo de 2018, 82% dos crimes que acometem áreas rurais são roubo e furto, seguido de depredações (12%), assassinatos (3%) e queimadas (3%). Também foi destacado que a maioria dos crimes acontecem em propriedades que trabalham com gado, destinadas ao corte e produção de leite.

 Dentro desse cenário, é possível destacar o abigeato, que se caracteriza pelo furto de animais, principalmente domesticados e destinados a carga ou abate. A preocupação com esse tipo de delito influenciou a criação da Lei 13.330/16 que agrava as penas dos infratores, além de considerar que quem mantém animais furtados, comercializa, transporta ou compra também está sujeito às penalidades.

A Polícia Militar de Mina Gerais, como forma de intensificar ainda mais os trabalhos realizados para combater crimes no campo, divulgou por meio da Operação Campo Seguro (destinada ao policiamento, cumprimentos de mandados de busca e apreensão, e visitas tranquilizadoras), informações úteis para que moradores e trabalhadores de áreas rurais possam se proteger e assim evitarem as ações dos criminosos. Confira:

Propriedade

Por se pacata a experiência da vida no campo, muitos podem sentir uma falsa sensação de segurança. No entanto, é importante nunca deixar a propriedade abandonada, e sempre se lembrar de deixar a cargo de alguém de confiança os cuidados com o local, principalmente se a ausência se prolongar por diversos dias consecutivos. Se você não vive no local, a visita deve ser frequente.
 
Também é importante que as construções sejam fixadas longe de estradas ou rodovias, já que próximas a locais de intenso tráfego podem atrair pessoas má intencionadas que passam pela região. Se esse é o caso da sua propriedade, o uso de alarme ou câmera de segurança é indispensável. Essas tecnologias também podem ser usadas por aqueles cuja propriedade está localizada em área considerada segura. No entanto, os cuidados básicos, como o uso de cadeados, não devem ser esquecidos.

Outros pontos destacados pela PMMG são: a instalação de apenas uma entrada em torno da residência, e a não utilização do nome dos moradores em placas de identificação. Criminosos podem se aproveitar de informações pessoais, e também de informações sobre a rotina dos habitantes para colocarem seus planos em prática. Tenha atenção e oriente as pessoas da região sobre o cuidado ao conversarem com pessoas desconhecidas.

Rotina de trabalho


Antes de tudo: conheça seus empregados. Procure referência e busque apenas por pessoas de confiança para trabalharem com você. Se pessoas desconhecidas estiverem rondando a propriedade, sobretudo à noite, fotografe com cuidado ou anote informações sobre os veículos utilizados.

No ambiente de trabalho seguem as mesmas recomendações relativas à propriedade: manter galpões e depósitos fechados e se possível vigiados com uso de tecnologia. Ao fazer o armazenamento de produtos, procure não os deixar parados por muito tempo, e ao realizar o transporte, dê preferência pelo dia, ao invés da noite. Também evite criar grandes estoques de defensivos agrícolas, pois podem chamar atenção dos infratores.

Não se esqueça que sua atenção é grande aliada para evitar que seja vítima de crimes no campo. Não deixe que objetos de valor ou máquinas agrícolas fiquem visíveis, e nunca deixe as chaves de veículos na ignição. Se possível instale GPS e realize o seguro opcional.

Criação de animais

Primeiramente é essencial que todos os animais sejam devidamente marcados. Cumprido esse passo, deve-se observar que animais não devem se locomover por áreas próximas de estradas ou longe da sede onde vivem, principalmente à noite. Destine os pastos mais vulneráveis ao gado mais fraco e os pastos mais seguros ao rebanho mais gordo e manso. Também não deve se fixar próximo a estradas e longe da sede o embarcadouro de gado.

Já sobre a compra de animais, lembre-se que a Lei do Abigeato penaliza também aqueles envolvidos com compra de animais furtados. Não adquira animais de procedência não confiável.


Concluindo

Os crimes no campo causam uma série de prejuízos aos produtores rurais que dependem da atividade comercial para proverem o sustento da família. E se tratando do abigeato, até mesmo a saúde do consumidor é colocada em risco.

Dessa forma, toda vítima de crime no campo tem o dever de notificar as autoridades, a fim de que cada vez mais sejam pensadas políticas públicas que reprimam esse tipo de delito. É importante que sempre seja realizado um boletim de ocorrência.

A PMMG se coloca à disposição para atender aos casos de crimes no campo, não hesite em discar o 190. Diante de denúncias (de forma anônima) ligue para o 181.

Tags: Agronegócio, crimes do campo, crimes rurais, fazenda, segurança, lei do abigeato
 Marco Antonio Rodrigues de Oliveira Marco Antonio Rodrigues de Oliveira
Segurança E Cidadania

O Coronel Marco Antonio Rodrigues de Oliveira, natural de Juiz de Fora MG, ingressou na Academia de Polícia Militar em 1991 como cadete e encerrou sua carreira em 2021 como comandante do 2º BPM. É filho de Policial Militar, o qual o inspirou para entrar na carreira. Nesses 30 anos dedicados a PMMG, exerceu funções em seis cidades diferentes: Belo Horizonte, Juiz De Fora, Ubá, Matias Barbosa, Ribeirão das Neves e Betim. Trabalhou em diversas funções administrativas e operacionais, além de ter recebido diversas honrarias pelos diversos serviços prestados, dentre elas a Medalha Alferes Tiradentes, maior honraria da PMMG. O amor pela área de segurança pública sempre fará parte de sua vida, assim, com o propósito de ajudar a quem precisa, Cel Marco vê uma oportunidade de transportar um pouco do seu universo para cá, trazendo informações relevantes que relacionam com a área para seus leitores.

Leia também: Rinha de galo é prática criminosa e deve ser denunciada