Faça login na sua conta!

Ainda não tem uma conta? Cadastre-se agora mesmo!

Mega Colunistas

Colunistas

Escolha

Publicado em 16/09/2021 - 15:41 Por Nilson Lima
destaque
Créditos da imagem: Imagem do portal Pexels, autora Sheep

CEO do Euro Exim Bank Ltd, fez os economistas pensarem quando disse: “Um ciclista é um desastre para a economia do país: ele não compra o carro, não toma empréstimo pra carro, não compra seguro de carro, não paga documento do carro, não compra combustível, não envia seu carro para serviços e reparos, não usa estacionamento pago, não demanda cidades complexas, não causa acidentes graves, não exige rodovias com várias faixas – não se torna obeso, sim, e que droga!




Pessoas saudáveis ​​não são necessárias para a economia. Eles não compram remédios, eles não vão a hospitais e médicos.

Eles não acrescentam nada ao PIB do país. Por outro lado, cada nova loja do McDonald’s cria pelo menos 30 empregos, 10 cardiologistas, 10 dentistas, 10 especialistas em perda de peso, 10 psicólogos. Além das pessoas que trabalham no McDonald’s. Escolha sabiamente: um ciclista ou um McDonald?”  PS: caminhar é ainda pior. Eles nem compram uma bicicleta. 

 

Texto publicado pela Revista Bicicleta. 

https://revistabicicleta.com/curiosidade/um-ciclista-e-um-desastre-para-a-economia-do-pais/

 

Tags: A importancia da atividade fisica, a bicicleta como transporte útil
 Nilson Lima Nilson Lima
Por aí, com Nilson Lima

Nilson Lima é um apaixonado por corridas, entre maratonas e ultras, prova de 42k e acima, foram 271 pelo mundo, a pandemia adiou o sonho das 300, mas este sonho continua. Chegou perto do honroso sub3 na maratona, seu RP (recorde pessoal), nos 42k é de 3:00:02. A ultra maratona mais longa que fez foi de 135 milhas (217km). Já correu em 41 países, 5 continentes, 9 Boston, 7 Comrades (90k, Africa do Sul), as 6 Majors (Londres, Berlim, Toquio, Chicago, Boston e Nova Iorque), 50 maratonas nos 50 estados americanos e em todos os países da América do Sul. É grato pela maratona Nilson Lima de Uberlândia, única do país com o nome de um corredor. Parte da sua história está no livro "No caminho eu conto". Por aqui, pretende compartilhar histórias e experiências que sirvam de inspiração para estimular e promover a prática da atividade física em geral.

Leia também: A linha de chegada