Faça login na sua conta!

Ainda não tem uma conta? Cadastre-se agora mesmo!

Mega Colunistas

Colunistas

Tour de Brechó - CURADORIA E DESAPEGO

Publicado em 20/07/2021 - 16:30 Por Letícia Braga
destaque
Créditos da imagem: internet

Muita gente acha que os brechós funcionam apenas pra garimpar roupas de segunda mão por preços bacaninhas (já falei mais sobre isso nesse post aqui ó: Tour de Brechó: O GARIMPO!)

Mas hoje a gente continua nosso tour por esse universo, provando que a experiência em um brechó pode ser muito mais do que isso!

Assim como as lojas de roupas novas, as de roupas usadas guardam particularidades e muitas diferenças entre si. Neste mercado, se destacam os brechós que tem a melhor CURADORIA.

Mas o que isso significa na prática?!

A “curadoria” é o processo de seleção das peças do acervo de um brechó

Essa seleção muda muito de loja para loja e varia de acordo com o nicho e o tipo de cliente. Por isso é tão importante saber qual loja é perfeita PRA VOCÊ!

Quem acha que brechó é aquela garagem nos fundos da igreja
do seu bairro onde se encontra de tudo, tá muito enganado!

Pra te ajudar, eu separei aqui os quatro tipos de brechós mais comuns pra você não errar na hora de procurar o que mais se encaixa com o seu perfil:

  • BRECHÓ VINTAGE: esse  é o tipo de loja de roupas se segunda mão mais conhecido. A curadoria aqui é focada na moda de gerações passadas. Quem procura essas lojas tem um estilo bem específico e busca por roupas e acessórios com uma pegada bem retrô. A união do vintage com a moda consciente faz todo o sentido, e é uma prova de que ter estilo e estar atualizado nas tendências atuais são coisas bem diferentes.



  • BRECHÓ DE LUXO: voltado para clientes de alto poder aquisitivo, esse tipo de loja foca em peças de grife a preços "mais acessíveis". Mesmo assim, costuma ser bem caro, viu? Esses brechós são repletos de peças exclusivas, e isso é o que torna a curadoria um negócio a parte



  • BRECHÓ MODERNO: com cada vez mais frequência, é possível encontrar brechós focados em roupas de coleções atuais, expostas em ambientes clean e modernos. Esse tipo de brechó é muito procurado por quem quer aplicar a moda consciente na rotina de consumo sem sair das tendências mais atuais. A curadoria costuma ser mais exigente,  e o nível de conservação também é alto. Pra garantir preços realmente atrativos nessas lojas, é bom pesquisar com cautela.  



  • BRECHÓ INFANTIL: O universo infantil é extremamente explorado nesse mercado. Como as crianças crescem rápido e perdem roupas com muita facilidade, essas lojas garantem uma grande rotatividade de estoque e tem sempre ótimas opções para quem deseja gastar pouco para vestir os pequenos. Nelas, também é possível encontrar, além de roupas, acessórios para diversas fases de crescimento, desde carrinhos de bebê até brinquedos para os mais crescidinhos.



Esses e outros tipos de brechós também se dividem entre LOJAS FÍSICAS E ON-LINE (ou os dois juntos, o que é cada vez mais comum!).

É verdade que explorar o espaço e experimentar as peças faz muita diferença na hora de comprar, mas as lojas virtuais chegaram com tudo e tomaram conta desse mercado! A praticidade que atrai muitos clientes também exige um nível de profissionalização cada vez maior do segmento.

FECHANDO O CICLO

Para garantir a curadoria e o estoque sempre rodando, os brechós precisam adquirir desapegos com frequência. Se você tem roupas em bom estado de conservação e quer fazer uma graninha extra, uma ótima pedida é DESAPEGAR. Mas fique ligada, porque cada loja tem uma forma de revenda e, em alguns casos, o dinheiro pode demorar um pouco pra chegar até você.

Essa negociação costuma acontecer de duas formas:

  1. COMPRA DIRETA - nesse caso, o brechó negocia suas peças no ato do desapego, e o dinheiro já cai na sua mão na hora. Depois, a peça é revendida por um preço um pouco maior e o lucro vai pra loja. 
  2. VENDA POR CONSIGNAÇÃO - aqui, a loja define o preço da peça que você desapegou, mas o retorno só vem quando a roupa for efetivamente vendida. Nesse caso, o brechó define a porcentagem  que fica para cada uma das parte. Pode ser 50% para cada, e em alguns casos, 40% para você, e 60% para a loja.
BRECHÓ É AFETO

Seja pra garimpar ou desapegar, o melhor brechó é aquele que combina com você!

A relação de afeto envolvida nesse processo de compra e venda é o que torna a experiência dos brechós única.

Por isso, muito mais do que escolher uma loja que combine com seu estilo, observe se ela partilha dos mesmos valores e da mesma percepção de moda que você. 

Roupas carregam histórias e muito carinho envolvido. Faça essa ideia girar!


Até a próxima, manas =)

;

Tags: roupa, moda, estilo, moda feminina, afeto, brechó, moda consciente, moda inteligente, consumo consciente, estilo, amor próprio
 Letícia Braga Letícia Braga
Moda Com Afeto

Uma jornalista que, nas horas vagas, gosta de dar pitacos sobre roupas e afetos. Uma mulher, se redescobrindo aos 30 anos, e fazendo as pazes com a sua imagem através da moda. Me acompanhe também no Instagram: @leticia_braga.

Leia também: JEANS: um Clássico!