Faça login na sua conta!

Ainda não tem uma conta? Cadastre-se agora mesmo!

Mega Colunistas

Colunistas

Caro Leitor (Internauta): Você Tem Educação Financeira?

Publicado em 14/04/2021 - 01:13 Por Fernando Agra - Artigo editado em 13/05/2021 - 06:54
destaque
Créditos da imagem: https://br.freepik.com/vetores-premium/banner-de-poupanca-de-dinheiro-do-cofrinho-mulher-dos-desenhos-animados-em-pe-perto-do-brinquedo-gigante-do-porco-rosa-e-colocando-a-moeda-de-ouro-financas-pessoais_10660959.htm#page=1&query=finan%C3%A7as%20pessoais&

Caro leitor (internauta), você quer trabalhar a vida toda somente para pagar contas? Eu tenho certeza que não. E como estão seus hábitos com relação às finanças pessoais? Você se considera uma pessoa que tem educação financeira? Se sim, ótimo! Se não, já está (ou até já passou da) hora de cuidar melhor do seu dinheiro e ter uma melhor qualidade de vida.

É com muita alegria que, a partir de hoje, passo a escrever semanalmente (às quartas-feiras) para o Megaminas.com sobre temas relacionados à Economia, especificamente educação financeira, investimentos (aplicações financeiras) e conjuntura econômica e te convido a caminharmos juntos para compreendermos, pelo menos um pouco, o ambiente econômico que nos cerca para que possamos tomar melhores decisões.

O tema escolhido para o primeiro artigo é sobre os benefícios que a educação financeira propicia à nossa vida. Muitos argumentam que não sabem administrar bem o seu dinheiro pois nunca aprendeu sobre finanças pessoais no colégio. É bem verdade que disciplinas relacionadas à educação financeira ainda são raras em algumas escolas. Mas uma coisa é fato: independente de qualquer coisa, sempre devemos gastar menos do que ganhamos e pouparmos parte. Pouparmos para aproveitar boas oportunidades e para fazer face a situações imprevistas, que acontecem na vida de todos nós. E para isso, não precisamos ter estudado educação financeira na escola.

Conheço pessoas que têm pouco grau de instrução, mas que administram muito bem as suas finanças, pois elas: sabem o padrão de vida que podem levar; evitam fazer comparações com os que os colegas, parentes e/ou vizinhos possuem; planejam antecipadamente seus gastos; sabem estabelecer ordem de prioridade e atendem primeiro as necessidades, para depois satisfazerem os desejos; pesquisam antes de comprar; são pacientes e conseguem controlar os impulsos consumistas; têm um orçamento doméstico organizado e anotam tudo o que ganham e o que gastam etc.

Ter o controle do orçamento doméstico é o passo inicial da educação financeira, que pode ser feito de forma simples, com papel, caneta e calculadora ou em uma planilha de Excel ou em aplicativos para smartphones. Eu não conheço outra maneira de saber para onde vai o nosso dinheiro, se não anotarmos tudo. De início parece um pouco cansativo. Mas com o passar do tempo torna-se um hábito. E quem não tem essa prática e passa a ter, inicialmente vai tomar um susto, pois aquele R$ 5,00 gasto ali, os R$ 10,00 gastos acolá, quando contabilizados ao longo de um mês, podem revelar que despesas pequenas individualmente, quando fora de controle, tornam-se grandes ao longo de um mês e gigantes ao longo de um ano.

                Enfim, é preciso que saibamos que dinheiro é tempo. Se utilizamos bem o nosso dinheiro, estaremos utilizando bem o nosso tempo, sobretudo o tempo de trabalho e consequentemente, o tempo de vida. Então, como eu disse inicialmente, vamos caminhar juntos, de modo lúdico, leve e educativo, libertando-nos de crenças limitantes, saindo da zona de conforto e buscando aprender e colocar em prática os princípios da educação financeira. Abraços e até o próximo artigo!

;

;

Tags: Educação Financeira, orçamento doméstico, padrão de vida, consumo, poupança, gastos,
 Fernando Agra Fernando Agra
Finanças Agradáveis

Fernando Antônio Agra Santos é palestrante e consultor nas áreas de Finanças Pessoais (Educação Financeira e Aplicações Financeiras). É Economista pela Universidade Federal de Alagoas e Economista da Universidade Federal de Juiz de Fora, Doutor em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa, Professor da Universidade Salgado de Oliveira, Professor Visitante dos MBA´s da PUC-Minas e da UFJF (todas em Juiz de Fora - MG).

Leia também: Educação financeira para crianças e adolescentes