Faça login na sua conta!

Ainda não tem uma conta? Cadastre-se agora mesmo!

Mega Colunistas

Colunistas

Farnese, O Vilarejo Do Pinóquio

Publicado em 09/03/2021 - 17:11 Por José Junior - Artigo editado em 09/04/2021 - 21:23
destaque
Créditos da imagem: Divulgação
Pequena imponente e histórica 

Nas minhas andanças pela a Itália, uma das coisas que mais me impressiona são as pequenas cidades escondidas no alto dos morros e montes, passa um filme na minha cabeça sobre como todas aquelas casas foram construídas, qual a história dos muros que cercam o vilarejo,  as famílias que viveram e vivem ali.  

Hoje vou te apresentar uma dessas pequenas cidades, que fica na região central da Itália, Farnese é uma pequena vila medieval situada em um penhasco, na província de Viterbo, na fronteira com a região da Toscana. Rodeada por bosques e colinas, é um vilarejo tranqüilo e ao caminhar pelo seu centro histórico descobri várias surpresas, uma delas é a origem de um grande escultor que se naturalizou brasileiro.

A atmosfera nestes becos de Farnese é quase mágica, tanto que a cidade foi escolhida como cenário de um dos filmes que representa um papel importante no cinema italiano: As aventuras de Pinóquio, gravado em 1971, do diretor Luigi Comencini. La você pode visitar os sets de filmagem e ainda conhecer personagens que participaram das gravações do famoso filme, que conta a historia do boneco de madeira que se transformou num garotinho levado e sapeca. 

Eu te convido a Descobrir comigo, um pouco mais sobre Farnese. 

Aperte o play e embarque comigo nesta viagem: 



Pinóquio nasceu das ideias e criação de Carlo Collodi no final do século XIX. A história, que hoje é traduzida para mais de 240 idiomas, conta a história do fantoche que mais tarde se tornou o mais famoso do mundo. 

Não perca na sexta feira um parque ecológico que guarda histórias importantes sobre o passado da humanidade. 

Até a próxima! 


Tags: Italia, turismo, Europa, Farnese, Viterbo
 José Junior José Junior
Descubra Comigo

Sou um jornalista Mineiro de Uberlândia e filho adotivo da Itália, mestre em Comunicação Intercultural pela Universidade de Verona e Pós Graduado em Turismo pela Universidade de Pádua. Viajar e comunicar são duas paixões. Descobrir novos lugares e interagir com diversas culturas me move e me deixa vivo. Sou um curioso nato e isso me leva a novos caminhos que não fazem parte do turismo tradicional. Quer saber por onde ando? Quer descobrir novos caminhos? Venha e descubra comigo. Post novo todas as sextas feiras

Leia também: Bergamo Um Ano Depois Do Horror Do Início Da Pandemia