Faça login na sua conta!

Ainda não tem uma conta? Cadastre-se agora mesmo!

Mega Colunistas

Colunistas

A Magia Das Luzes De Natal No Centro Histórico De Vicenza

Publicado em 25/12/2020 - 09:58 Por José Junior
destaque
Créditos da imagem: arquivo pessoal
Mesmo em tempos de pandemia que as luzes continuem a brilhar 

Este ano as iluminações não estão tão exuberantes, são poucas ruas decoradas e muitas restrições aqui na Europa, porém é importante pelo menos nestes dias, botar o pé no freio, refletir um pouco para que não percamos a capacidade de nos maravilharmos com as luzes de Natal, de acreditar que dias melhores virão, por isso é necessário que as luzes de Natal continuem a brilhar sempre. 

Moro em Vicenza cidade que está sempre à espera de ser descoberta e é particularmente adequada para visitantes que amam a arte. Quem entra pela primeira vez no centro histórico fica encantado com a Basílica Palladiana com vista para a Piazza dei Signori.  Em toda a praça, sobressaem os edifícios de época, também legados do gênio renascentista Andrea Palladio.  
São vários os estilos que caracterizam a cidade, que vão do românico ao barroco e neoclássico. 

Como ainda não tinha apresentado a cidade que me acolheu aqui na Itália, hoje convido vocês a visitarem comigo o centro histórico de Vicenza e as luzes de natal.

Aperte o play e veja o vídeo




Feliz  Natal e Boas Festas 
Até a próxima 

Tags: Viajar, Europa, Italia, Turismo, descubracomigo, Vicenza
 José Junior José Junior
Descubra Comigo

Sou um jornalista Mineiro de Uberlândia e filho adotivo da Itália, mestre em Comunicação Intercultural pela Universidade de Verona e Pós Graduado em Turismo pela Universidade de Pádua. Viajar e comunicar são duas paixões. Descobrir novos lugares e interagir com diversas culturas me move e me deixa vivo. Sou um curioso nato e isso me leva a novos caminhos que não fazem parte do turismo tradicional. Quer saber por onde ando? Quer descobrir novos caminhos? Venha e descubra comigo. Post novo todas as sextas feiras

Leia também: Bergamo Um Ano Depois Do Horror Do Início Da Pandemia