Faça login na sua conta!

Ainda não tem uma conta? Cadastre-se agora mesmo!

Mega Colunistas

Colunistas

Festa Virtual da Irmandade do Rosário de Uberlândia e sua programação visual

Publicado em 02/10/2021 - 17:14 Por Jeremias Brasileiro
destaque
Créditos da imagem: Irmandade do Rosário de Uberlândia. Inicio das novenas de modo remoto.

Por causa da pandemia, infelizmente, esse será o segundo ano sem a tradicional festa da Congada de Uberlândia. Desde que registrada oficialmente há 104 anos, (145 anos total) as únicas duas vezes nesse século sem a festa, é justamente em decorrência da COVID-19. Mas no embalo da fé, os devotos de Nossa Senhora do Rosário e de São Benedito, não deixam por causa disso, de continuar a tradição, mesmo que sendo de modo online, terços, missa, lives com os grupos, da Irmandade do Rosário, colóquios de  congadeiros, novenários, acontecem conforme programação a seguir que divulgamos em nossa coluna semanal.









Tags: Congada, novenas, carreata, Uberlândia
 Jeremias Brasileiro Jeremias Brasileiro
Crônicas e Ensaios das Gerais

Doutor em História Social pela Universidade federal de Uberlândia. É Comandante Geral da Festa da Congada da cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, desde o ano de 2005 e presidente da Irmandade do Reinado do Rosário de Rio Paranaíba, Alto Paranaíba, Minas Gerais, desde o ano de 2011. Desenvolve pesquisas sobre cultura afro-brasileira e sua diversidade nas Congadas de Minas Gerais, associando-as com o contexto educacional, em uma perspectiva epistemológica congadeira, de ancestralidade africana. Um intelectual afro-brasileiro reconhecido na obra de Eduardo de Oliveira: Quem é quem na negritude Brasileira (Ministério da Justiça, 1998), que lista biografias de 500 personalidades negras no Brasil; e na obra de Nei Lopes: Dicionário Literário afro-brasileiro (Rio de Janeiro: Editora Pallas, 2011). Detentor de um dos maiores acervos digitais sobre as Congadas de Minas Gerais, constituído desde a década de 1980, historiador com vasta experiência e produção cientifica sobre ritualidades, simbologias, coexistências culturais e religiosas em oposição ao conceito de sincretismo. Escritor, poeta, possui textos de dramaturgia, crônicas, literatura afro-brasileira.

Leia também: A in-solidariedade social e a solidão de estar só em tempos de pandemia