Faça login na sua conta!

Ainda não tem uma conta? Cadastre-se agora mesmo!

Mega Colunistas

Colunistas

A Felicidade É Uma Casa Colorida

Publicado em 02/01/2021 - 13:37 Por Jeremias Brasileiro
destaque
Créditos da imagem: Uma casa no cerrado. Jeremias Brasileiro.

Nessa vida temporária que vivemos há diversas possibilidades de ser feliz. Estar em paz consigo mesmo e convivendo com a natureza é uma das formas mais incríveis que já presenciei em algumas de minhas andanças por Minas Gerais. Há pessoas que são felizes tendo um lar; há pessoas que se realizam tendo um carro; há outras que ficam alegres em viver rodeadas de amizades e há também quem se realiza, pintando sua casa com as cores que deseja.

 

Evidente que essas conjugações de felicidades alteram o comportamento cotidiano das pessoas e nem sempre são compreensíveis para a maioria de nós que estamos por vezes acostumados a determinados padrões de viver social, e, quando nos deparamos com o inusitado, ficamos surpresos, chocados ou mesmo encantados. Dificilmente compreendemos que as coisas simples podem estar permeadas de felicidades, contudo, quando chegamos ao entendimento de que essas possibilidades existem, mudamos consideravelmente nossas visões de mundo. 


Acompanhando a Gira de uma Folia de Reis na zona rural da cidade de Rio Paranaíba, no Alto Paranaíba, deparei-me com uma singela casa cujas paredes, estavam ornamentadas por pinturas, a dona da casa, uma artista sem pincel, fazia de sua residência, um mural colorido cheio de vida. Um lugar que cheira sossego e aconchego, rego d’água a passar perto da cozinha, uma casinha povoada de desenhos que despertam nosso olhar para um tempo de reflexões. 


O cenário é realmente deslumbrante. Pensar que janeiro das Folias de Reis me levou a um santuário de fé plantado em pleno cerrado, cercado de pastos e matas, me fez pensar como é bonito e possível uma pessoa realizar-se a partir do momento em que ela concretiza seus propósitos. Compreendi que certos modos de viver são mais reais do que nossa modernidade oferece. 




Tags: felicidade, vivência, alegria
 Jeremias Brasileiro Jeremias Brasileiro
Crônicas e Ensaios das Gerais

Doutor em História Social pela Universidade federal de Uberlândia. É Comandante Geral da Festa da Congada da cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, desde o ano de 2005 e presidente da Irmandade do Reinado do Rosário de Rio Paranaíba, Alto Paranaíba, Minas Gerais, desde o ano de 2011. Desenvolve pesquisas sobre cultura afro-brasileira e sua diversidade nas Congadas de Minas Gerais, associando-as com o contexto educacional, em uma perspectiva epistemológica congadeira, de ancestralidade africana. Um intelectual afro-brasileiro reconhecido na obra de Eduardo de Oliveira: Quem é quem na negritude Brasileira (Ministério da Justiça, 1998), que lista biografias de 500 personalidades negras no Brasil; e na obra de Nei Lopes: Dicionário Literário afro-brasileiro (Rio de Janeiro: Editora Pallas, 2011). Detentor de um dos maiores acervos digitais sobre as Congadas de Minas Gerais, constituído desde a década de 1980, historiador com vasta experiência e produção cientifica sobre ritualidades, simbologias, coexistências culturais e religiosas em oposição ao conceito de sincretismo. Escritor, poeta, possui textos de dramaturgia, crônicas, literatura afro-brasileira.

Leia também: Quem Não Quer Tomar Vacina, Sai Da Fila, Uai!